domingo, 25 de novembro de 2012

Poemas soltos




Se fosses ave, eras um cisne.
Se fosses  pedra, eras uma safira.
Se fosses águas, eras o rio que corre na minha aldeia.
Se fosses Planta, eras uma flor selvagem.
Se fosses árvore, eras um freixo de sombra fresca.
És uma árvore à beira-rio,
Onde cisnes se banham em águas limpas
E nas margens, onde pastam rebanhos,
Crescem flores selvagens,
E safiras, brilham á luz do sol.
Jorge Xavier

Sem comentários:

Enviar um comentário